Catadora de Gente

A história comovente de Maria Tugira Cardoso, vista no documentário CATADORA DE GENTE, está na sessão on-line de hoje, compartilhada pelo Iecine RS e Cinemateca Paulo Amorim em suas redes sociais. O filme, dirigido por Mirela Kruel, circulou por vários festivas brasileiros e rendeu à Maria Tugira o Kikito de melhor atriz na competição de curtas do Festival de Gramado de 2018. Um detalhe bacana: neste link, o filme está disponível com recursos de audiodescrição, permitindo que pessoas com deficiência visual saibam dos detalhes da produção.

++ Maria Tugira é uma personagem conhecida da cidade gaúcha de Uruguaiana, onde há mais de 30 anos trabalha como recicladora de lixo. Em seu depoimento, ela fala das muitas dificuldades que enfrentou na vida, incluindo o preconceito ainda na infância, os limites impostos pela pobreza e as possibilidades de trabalho que vieram com o lixão – junto com os livros que encontrava pelo caminho. Com sua fala lúcida a respeito da vida e de suas complexidades, Maria Tugira propõe ao espectador uma reflexão profunda sobre as desigualdades sociais do Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s